Maria Antonieta – “A Austríaca” – Parte I

129_713-maria antonieta

Vivendo esse momento histórico em nosso país, eu não poderia deixar de citar mais uma figura feminina que de uma certa maneira admiro, e que sua vida lembra um dos momentos mais importantes da História do Mundo: A Revolução Francesa.

Querem saber sobre Maria Antonieta?

Biografia/Cinema

Bom, eu não sou total fã dela como das outras, porque ela não foi uma mulher que tomou a frente de muitas coisas como as que citei, sou mais aquelas guerreiras mesmo, mas nem por isso, também não posso a considerar como guerreira, pra quem for ver o filme mais recente dela, Maria Antonieta (2007), vai achar ela a maior patricinha acomodada e vagabunda que existiu na História das Rainhas…mas não foi bem assim.

capa maria antonieta

Conto a história de acordo com o filme, para ser mais fácil de explicar, mas o conhecimento sobre ela já tinha bem antes de assistir, graças a minha mamãe que sempre me ensinou tudo sobre História.

Bem no começo do filme, mostra que ela teve que largar o país e a vida dela para se tornar a Rainha da França (através de um casamento político).

Parecia um sonho mas se tornou um pesadelo, começando pelo marido, o futuro Rei Luís XVI nem era um homem bonito e acessível para um relacionamento, não que fosse um homem ruim, mas que era muito na dele.

Aí você vê no decorrer o preconceito por ela vir da Áustria, a nobreza francesa a esnobando chamando de “A Austríaca”, não aceitavam que uma austríaca poderia se casar com um príncipe francês e se tornar Rainha da França, logo após isso, também a pressionavam para ter filhos com o Rei, essa pressão era muito normal naquela época, e o fato de ela não conseguir se aproximar do Rei (porque ele não queria) para concretizar isso, achavam que a culpa era dela.

Devido a toda essa tristeza que ela vivia, o Rei (seu marido) era pelo menos um amigo, e tentava lhe agradar com todos os luxos possíveis, foi ai que a alta sociedade a viu como uma “má influência” para ele e o reinado, uma consumidora compulsiva, e isso chegou até ao povo como se ela fosse a causa da fome deles. Mas o engraçado é que a mesma sociedade que falavam mal dela pelas costas, seguiam ela nas tendencias da moda, vai entender…

Sim, a alta sociedade estava gastando tubos de dinheiro com seus luxos extravagantes através dos altos impostos pagos pelo povo, e o que deu nisso?

A Revolução Francesa, e a guilhotina para todos esses que abusaram da boa vontade do povo (e até para os que não tinham nada a ver com o assunto mas moravam no palácio de Versalhes mesmo assim).

A questão é, algo que não é explicitamente dito nas escolas e filmes, o Rei Luís XVI não nasceu para ser Rei, no filme mesmo mostra que ele estava mais interessado em chaves, cadeados e caças, também se observa o quanto ele é influenciado pelos outros a tomar decisões erradas quanto ao seu governo.

Você vê a idade e a diversão do casal e percebe que eram praticamente jovens e ingênuos que foram postos para reinar mas não tinham nenhuma ambição sobre isso, porém tiveram que cumprir o papel deles.

Então, para mim, Maria Antonieta foi nada mais e nada menos vitima de um destino que nem escolheu, apenas nasceu para seguir o que sua mãe, a Imperatriz Maria Teresa da Áustria, lhe deu a diretriz de cumprir, e como não via felicidade em ser a Rainha da França, foi indiferente a tudo ou extravasava em futilidades.

Até porque, mulheres em aquele tempo, como no caso da Sissi e de Ana Bolena, não tinham direito a ter voz, mesmo sendo rainhas, seus papéis eram só fazer o social, sem se meter nos assuntos políticos, se fosse o contrário, quem sabe Maria Antonieta teria feito diferente né? Ou simplesmente teria tido a vida simples que sempre queria…

Outro filme que também exemplo para mim dizer sobre a História dela e tão luxuoso como esse último, é o Maria Antonieta (1938), sim, ele é velhinho, preto e branco, mas sou mais que acostumada a ver filmes antigos com a minha mamãe, e esse é muito bom de citar também, só que vi muito tempo atrás e vagamente para dizer mais, para as cinéfilas de plantão, fica a dica:

E o Maria Antonieta (2007):

Agora, em nenhum momento estou dizendo que uma certa mulher que está no poder em nosso país seja vitima tanto quanto a Maria Antonieta, ok? 😉

Continua…

Deixe seu comentário!

Comentários

4 comentários

  1. Tem um novo filme francês sobre Maria Antonieta, chama-se Adeus, Minha Rainha. Estou bem curiosa para assisti-lo.
    Beijos
    Andrea

    1. EGO respondeu Andrea - Toque Essencial em

      Jura? Vou adicionar na minha lista para assistir! ^^
      Obrigada por avisar! 😀